sábado, 2 de abril de 2016

Pudera

Pudera eu, soprar-te paz ao ouvido, com palavras sussurradas...
E com o meu sorriso genuíno, desafiar-te a arriscares,
Pudera eu, entrelaçar os meus braços frágeis no teu mundo,
E provar-te que existem outros lugares, outros cheiros, outras cores,
Pudera eu, olhar-te com alma nos olhos, intercalando com piscares subtis,
E perder-me sem medos na imensidão de ti...

Esmy



4 comentários:

  1. O destino não se muda quando queremos... :)

    ResponderEliminar
  2. Não, parece que não..., mas o sonho é a esperança, esses estarão sempre presentes :)

    ResponderEliminar